Bolivarianismo, um balanço mais amplo

Já falamos muitas vezes de todos os ganhos sociais, económicos, culturais e humanos dos venzuelanos como efeito da Revolução Bolivariana e de certa forma como efeito, também, do projecto incompleto do Socialismo do Século XXI (abortado apesar de continuar a ser reivindicado pelo governo venezuelano).

 

No entanto é importe salientar que, apesar de todas as promessas de socialismo e de discuros radicalmente anti-imperialistas, o resultdo das políticas do governo bolivariano não foram muito além de uma social-democracia colorida por algum anti-imperialismo Sul-Sul (outra forma de referir o Terceiro Mundo).

 

Falta fazer o balanço das conquistas humanas (socio-económicas e culturais) que ficaram por fazer. Como falta fazer o balanço político, sobre as prometidas transferências de poder para as massas e para os trabalhadores que permanecem bloqueadas. Sobre as mudanças que esses bloqueios criaram nas estruturas partidárias, sindicais e populares da Revolução. Falta fazer o balanço dos buracos do discurso anti-imperialista, sobretudo dentro da própria América Latina, onde se optou por uma absurda submissão ao regime mais mafioso e assassíno de toda a região que é a Colômbia. 

 

1 - Balanço humano

2 - Balanço do poder

3 - Balanço da política exterior

publicado por Rojo às 21:51